«

»

Mai 01

Pintar a casa: como escolher a cor da sua cozinha

Nas obras de remodelação há uma tarefa que é incontornável e, provavelmente, uma das mais prazerosas, já que envolve decoração. Estou a falar de pintar a casa e hoje, mais concretamente, de pintar a cozinha. Porquê começar pela cozinha? Porque talvez seja uma das decisões mais complicadas e definitivas, já que mais facilmente se muda de sofás ou cortinados do que de bancadas. Por isso, há que ter a certeza de escolher as melhores cores, seja para uma cozinha nova ou remodelada.

Eu passei por este processo quando decidi pintar a casa em Lisboa. O apartamento já tinha uns aninhos e a cozinha estava muito antiquada. De início pensei apenas em mudar de móveis, mantendo a cor em madeira, e pintar os azulejos de branco. Mas depois de tantas inspirações pesquisadas, achei que devia ousar mais e optei por uma conjugação de móveis brancos e paredes cor de café. Não é uma escolha muito habitual, pois não? Mas acredite que é elegante, confortável e cheia de classe! Nunca me senti tão contente ao pintar a casa!

 

Bom, de qualquer forma, o branco é a cor mais utilizada, pois combina com qualquer cor dos armários, dando uma sensação de amplitude e limpeza, bem como um visual simples e discreto. Aliás, foi exatamente o que eu pensei quando decidi pintar a casa em Lisboa. Era opção mais fácil.

 

Mas enfim, quando decidi pintar a casa em Lisboa optei por inovar. E mesmo assim não escolhi uma cor vibrante, como o amarelo, laranja ou verde-lima, como cheguei a pensar quando decidi pintar a casa. Sabe um dos motivos? Dizem que o amarelo abre o apetite e, sinceramente, disso não preciso eu! Mas continuo a achar também piada à combinação de cores na cozinha marcada pelo contraste, com a harmonização dos tons frios e quentes.

Vou deixar aqui algumas dicas que reuni da experiência de quando decidi pintar a casa em Lisboa.

 

  1. Cozinhas pequenas: neste caso o melhor é optar por cores claras, pois a parede assim cria a ilusão de um ambiente maior. Pintar a casa de claro não tem de se branco, pode ser bege, marfim ou palha, etc. Neste caso, introduza cor com itens decorativos, eletrodomésticos, etc.
  2. Cozinhas retangulares: para dar um ambiente aconchegante a cozinhas compridas pinte as paredes mais pequenas com um tom escuro, como o cinzento, o castanho ou o vermelho.
  3. Cozinhas quadradas: para alongar a divisão pinte duas paredes (em frente uma à outra) da mesma cor escura.
  4. Vermelho, laranja e amarelo: estas cores são estimulantes e são capazes de estimular o sistema nervoso. Como já disse, pintar a casa com estas cores até estimula o apetite!
  5. Azul: se não quer abusar das calorias, a opção é o azul. Quanto decidi pintar a casa em Lisboa ainda considerei esta cor para a cozinha, não propriamente pela sua capacidade de fazer com que as pessoas comam mais devagar, mas por ser relaxante.

 

Bom, a verdade é que se antigamente a cozinha não tinha piada nenhuma, hoje em dia esta divisão faz parte do projeto de decoração do lar. Por isso, se vai pintar a casa pode usar cores para dar vida ao ambiente.

apk download pdf download mp3 download